Escolha as suas informações

Coprodução luxemburguesa selecionada para Festival de Cinema de Toronto
Cultura 4 1 30.07.2017 Do nosso arquivo online
The Breadwinner

Coprodução luxemburguesa selecionada para Festival de Cinema de Toronto

The Breadwinner

Coprodução luxemburguesa selecionada para Festival de Cinema de Toronto

Foto: TIFF
Cultura 4 1 30.07.2017 Do nosso arquivo online
The Breadwinner

Coprodução luxemburguesa selecionada para Festival de Cinema de Toronto

A coprodução luxemburguesa de animação "The Breadwinner" foi um dos primeiros filmes selecionados para o Festival Internacional de Cinema de Toronto deste ano.

A coprodução luxemburguesa de animação "The Breadwinner" foi um dos primeiros filmes selecionados para o Festival Internacional de Cinema de Toronto deste ano. 

"The Breadwinner", produzido pela Melusine Productions, com sede no Luxemburgo, ganhou o "Melhor Filme Animado" nos European Film Awards de 2015. 

Dirigido por Nora Twomey, "The Breadwinner" é uma coprodução entre Irlanda, Canadá e Luxemburgo, que tem por base um romance de Deborah Ellis e contou o apoio de vários fundos, incluindo o Film Fund Luxembourg. 

O filme conta a história de uma jovem afegã, Parvana, que vive sob a sombra do regime talibã. Mas depois de o seu pai ser preso, Parvana corta os cabelos e disfarça-se de menino para cuidar da sua família. 

O site oficial do Festival Internacional de Cinema de Toronto descreve o filme como "a história extraordinária de uma menina afegã de 11 anos que encontra força no amor da sua família e no poder da narração". 

O festival decorre de 7 a 17 de setembro e "The Breadwinner" está entre a primeira vada de filmes selecionados. 

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

Mais filmes serão selecionados e anunciados a 9 de agosto. 

Mais informações sobre o filme estão disponíveis no site oficial: thebreadwinner.com

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O Luxemburgo (co)produz mais filmes do que Portugal. Com o seu meio milhão de habitantes, o Grão-Ducado pesa mais no mercado cinematográfico europeu do que o país à beira-mar plantado.
Naquele tempo, no Luxemburgo, não chovia tanto como agora e podia fazer-se uma festa no jardim