Escolha as suas informações

Centro Cultural Português muda de casa em 2016 e leva busto de Camões
Cultura 2 min. 30.10.2015 Do nosso arquivo online

Centro Cultural Português muda de casa em 2016 e leva busto de Camões

O busto de Camões, actualmente em Bonnevoie, também vai mudar de casa

Centro Cultural Português muda de casa em 2016 e leva busto de Camões

O busto de Camões, actualmente em Bonnevoie, também vai mudar de casa
Foto: Michel Brumat
Cultura 2 min. 30.10.2015 Do nosso arquivo online

Centro Cultural Português muda de casa em 2016 e leva busto de Camões

O Centro Cultural Português no Luxemburgo vai mudar de casa em 2016, "em princípio em Março ou Abril" do próximo ano, disse ao CONTACTO o embaixador de Portugal no Grão-Ducado. O busto de Camões em Bonnevoie, na praça Léon XIII, também vai mudar de local, e já tem lugar marcado no jardim do futuro centro cultural.

O Centro Cultural Português no Luxemburgo vai mudar de casa em 2016, "em princípio em Março ou Abril" do próximo ano, disse ao CONTACTO o embaixador de Portugal no Grão-Ducado. O busto de Camões em Bonnevoie, na praça Léon XIII, também vai mudar de local, e já tem lugar marcado no jardim do futuro centro cultural.

As novas instalações ficam no antigo edifício da Luxlait, em Merl, no cruzamento do boulevard Marcel Cahen com a rue Guillaume de Machault, e o diplomata acredita que o Instituto Camões no Luxemburgo vai ganhar visibilidade em relação ao local actual, um 1° andar no bd Royal.

"É um espaço grande, no rés-do-chão, e estamos contentes com isso, pelo facto de ser no rés-do-chão e de ser um local envidraçado, com grande visibilidade para o exterior, e portanto ter uma 'cara'", diz Carlos Pereira Marques.

O projecto de renovação do espaço, arrendado pelo Estado português, é assinado pelo arquitecto Jean-Paul Carvalho, residente no Luxemburgo. As obras deverão estar concluídas "até final do ano", mas o embaixador não quer abrir ao público "antes de estar tudo a cem por cento". "É a nossa imagem no Luxemburgo, e é um bom princípio ter um bom centro cultural a funcionar em condições", diz.

O local conta ainda com um jardim, que vai acolher a estátua de Camões, actualmente em Bonnevoie, na place Léon XIII, avançou o embaixador ao CONTACTO. Segundo o diplomata, a praça, onde em Fevereiro morreu um sem-abrigo, desagradava à comunidade portuguesa.

"Percebi que havia um grande descontentamento com o local em Bonnevoie, e a ideia era pôr o busto num local mais digno e mais moderno", diz.

A autarquia da capital já deu luz verde à mudança, desde que a estátua seja substituída por outra.

"Já tivemos a confirmação por escrito da burgomestre, que nos disse que podemos mudar o busto, mas que temos de o substituir por outra coisa, e eu fico encantado, porque isso quer dizer que vamos ter duas presenças portuguesas na cidade", explica.

Ao abrigo do acordo com Portugal, o Governo luxemburguês vai continuar a pagar metade da renda do novo edifício, tal como já acontece nas actuais instalações, no Boulevard Royal.

P.T.A.


Notícias relacionadas

O busto de Camões, situado em Bonnevoie, na cidade do Luxemburgo, teve esta segunda-feira a companhia de um espantalho. O autor da ideia foi um sem-abrigo, mas alguns portugueses não gostaram da "brincadeira". Veja aqui a fotogaleria.
O busto de Camões, em Bonnevoie, teve a companhia de um espantalho, esta segunda-feira
O designer Eduardo Aires, que concebeu a marca "Porto ponto" para a cidade do Porto, está no Luxemburgo para dar um "novo rosto" ao Instituto Camões. A imagem gráfica do Porto ganhou vários prémios internacionais, e foi mesmo plagiada por Berlim, uma polémica que em Maio incendiou as redes sociais. No Luxemburgo, o designer português quer criar uma imagem "que dignifique" as futuras instalações do Centro Cultural Português e "ajude a elevar" a percepção que os luxemburgueses têm da comunidade portuguesa.