Escolha as suas informações

Categoria longa-metragem de animação: Filme co-produzido pelo Luxemburgo nomeado para os Óscares 2015
"Song of the sea" contou com a co-produção da produtora Melusine e dos esdúdios 352

Categoria longa-metragem de animação: Filme co-produzido pelo Luxemburgo nomeado para os Óscares 2015

Estúdios 325
"Song of the sea" contou com a co-produção da produtora Melusine e dos esdúdios 352
Cultura 2 min. 15.01.2015

Categoria longa-metragem de animação: Filme co-produzido pelo Luxemburgo nomeado para os Óscares 2015

O filme “Song of the sea”, de Tomm Moore, uma co-produção luxemburguesa, é um dos nomeados para os Óscares na categoria de melhor longa-metragem de animação. A película do realizador irlandês foi produzida pela produtora luxemburguesa Melusine e os estúdios 352.

O filme “Song of the sea”, de Tomm Moore, uma co-produção luxemburguesa, é um dos nomeados para os Óscares na categoria de melhor longa-metragem de animação. A película do realizador irlandês foi produzida pela produtora luxemburguesa Melusine e os estúdios 352.

Quanto aos candidatos para melhor filme, “Grand Budapest Hotel”, de Wes Anderson, e “Birdman”, de Alejandro González Iñárritu, lideram as nomeações para a 87a edição dos Óscares, os prémios norte-americanos de cinema.

Para “Melhor Realização”, cuja lista é mais curta, estão nomeados Richard Linklater, Mortem Tyldum, Alejandro González Iñárritu, Wes Anderson e Bennett Miller (por “Foxcatcher”).

Na representação masculina, exceptuando Bradley Cooper, nomeado em 2012 e 2013 e agora com “Sniper Americano”, todos os restantes actores são estreantes nos Óscares naquela categoria: Steve Carrell, quase irreconhecível em “Foxcatcher”, Michael Keaton, no papel de uma antiga estrela de cinema em “Birdman”, Eddie Redmayne, jovem actor que interpreta Stephen Hawking em “A teoria de tudo”, e Benedict Cumberbatch no papel do matemático Alan Turing, em “O jogo da imitação”.

Entre as actrizes, no papel principal estão nomeadas Julianne Moore (“o meu nome é Alice”), Marion Cottilard (“Dois dias, uma noite”), Felicity Jones (“A teoria de tudo”), Rosamund Pike (“Em parte incerta”) e Reese Witherspoon (“Livre”).

Destaque ainda para a presença de Meryl Streep, mais uma vez nos Óscares. A actriz soma a 19a nomeação, desta vez num papel secundário, no musical “Caminhos da floresta”.

O músico português Nuno Malo, que chegou a estar pré-seleccionado para os Óscares, não chegou às nomeações finais na categoria de melhor banda sonora. O francês Alexandre Desplat bisa este ano nesta categoria.

Para melhor documentário estão nomeados “O Sal da Terra”, sobre o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, “Citizenfour”, focado em Edward Snowden, “Finding Vivian Maier”, que revela o secreto talento e espólio fotográfico de uma ama, “Lastdays in Vietman”, tendo a guerra do Vietname em pano de fundo, e “Virunga”, sobre um parque natural no Congo.

O premiado filme “Ida”, do polaco Pawel Pawlikowski, está nomeado para melhor filme estrangeiro (e também para melhor fotografia), numa categoria em que estão também “Leviathan” (Rússia), “Tangerines” (Estónia), “Timbuktu” (Mauritânia) e “Wild Tales” (Argentina).

“The tale of the princess Kaguya”, de Isao Takahata e Yoshiaki Nishimura, “Song of the sea”, do irlandês Tomm Moore (com co-produção luxemburguesa), “Big Hero 6 – Os novos heróis”, de Don Hall e Chris Williams, “Os monstros das caixas”, de Graham Annable e Anthony Stacchi, e “Como treinares o teu dragão 2”, de Dean DeBois, estão indicados para melhor longa-metragem de animação.

A cerimónia dos Óscares está marcada para 22 de Fevereiro, em Los Angeles, com apresentação do actor Neil Patrick Harris.


Notícias relacionadas