Escolha as suas informações

Aretha Franklin recebe prémio Pulitzer a título póstumo
Cultura 17.04.2019

Aretha Franklin recebe prémio Pulitzer a título póstumo

Aretha Franklin recebe prémio Pulitzer a título póstumo

Foto: AP
Cultura 17.04.2019

Aretha Franklin recebe prémio Pulitzer a título póstumo

Cantora falecida em 2018 é a primeira mulher a receber individualmente esta distinção.

A 'rainha da soul' morreu a 16 de agosto de 2018 devido a um cancro no pâncreas mas o seu legado continua presente no panorama musical. Aretha tornou-se a primeira mulher a receber individualmente um prémio Pulitzer (menção honrosa), juntando-se a outros 12 músicos como Bob Dylan, Scott Joplin ou John Coltrane. O galardão norte-americano distingue anualmente trabalhos na área do jornalismo, literatura e música. 

A cantora foi distinguida pela sua "contribuição indelével à música e cultura americana por mais de cinco décadas". A sua carreira está repleta de sucessos. Ganhou 18 prémios Grammy, teve 17 músicas no top 10 dos Estados Unidos e foi a primeira mulher admitida no "Rock and Roll Hall of Fame", museu que distingue os mais notáveis artistas, músicos e produtores de rock and roll. A prestigiada revista de música Rolling Stone considerou-a a maior cantora de todos os tempos, graças a êxitos como "Respect", "Chain of Fools" ou "Natural Woman". 

Aretha Franklin morreu em agosto de 2018, aos 76 anos. 

Tanbém na edição deste ano, o Prémio Pulitzer na música foi entregue à compositora Ellen Reid, pela ópera "Prism". O júri descreveu o trabalho como de Reed como "ousado e com uma nova abordagem, usando uma escrita sofisticada e um poderoso uso de instrumentos para falar de um assunto perturbador: os efeitos do abuso sexual e emocional". 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas