Escolha as suas informações

A arte como prevenção do cancro da mama
Cultura 3 min. 09.01.2019

A arte como prevenção do cancro da mama

A arte como prevenção do cancro da mama

Cultura 3 min. 09.01.2019

A arte como prevenção do cancro da mama

Vanessa CASTANHEIRA
Vanessa CASTANHEIRA
Esta é a proposta do projeto artístico de Jacques Schneider.

#WIN, o projeto artístico de Jacques Schneider, quer despertar a sociedade em geral para a importância da prevenção do cancro da mama, fazendo com que o “Outubro Rosa” se prolongue por todo o ano. Até dia 15 de janeiro, os interessados podem enviar material como fotografias ou textos, entre outros, para que o artista plástico crie painéis que serão expostos por todo o Luxemburgo.

Todos podem participar no projeto #WIN, o mais recente plano artístico do luxemburguês Jacques Schneider, que beneficia do apoio do Ministério da Saúde.

Jacques Schneider lançou uma campanha à escala nacional para que lhe seja enviado material que possa reunir em faixas de grande dimensão. Depois vai expor o resultado em edifícios e monumentos de referência por todo o país. “Peço que enviem todo o material possível, sejam textos, fotografias, ’selfies’ ou desenhos”, explica o luxemburguês ao Contacto. “Apelo à criatividade e principalmente à sinceridade de cada um, porque este é um projeto que pretende despertar consciências para um problema grave e que deve ser tratado com seriedade”.

A ideia nasceu em setembro do ano passado, quando todos se preparavam para o “Outubro Rosa”, a campanha global criada para a consciencialização sobre a importância da prevenção e rastreio do cancro da mama, o tumor maligno mais frequente entre o sexo feminino. Jacques Schneider quer que outubro seja todos os meses do ano, e que quem luta contra a doença se sinta sempre acompanhado e rodeado “por energias positivas”, como explicou. “Quero que as mulheres se sintam acompanhadas e apoiadas com este projeto, quero criar uma rede de contactos e de ajuda, quero que todos tenham consciência que a prevenção é fundamental”, disse o artista.

Schneider lamenta a falta de acesso a cuidados médicos para a maioria da população. “Não podemos esquecer que o Luxemburgo é composto por um grande número de estrangeiros e que, por dificuldades de comunicação e não só, essa parte da população acaba por não ter acesso à saúde. Por isso acho que este projeto é da maior importância. É essencial que a campanha de prevenção chegue a toda a população e que o #WIN não seja arte por arte, mas que seja arte de consciencialização”, remata.

Quem é Jacques Schneider?

“De Lëtzebuerger Fändel” (bandeira luxemburguesa em português) é o seu trabalho mais icónico. Estávamos em 2016 e com a “bandeira do povo”, na qual fotografou milhares de rostos, o artista de 33 anos mostrou a sua perceção sobre a sociedade luxemburguesa, “que é multicultural”, disse. “Não escolhemos a nossa nacionalidade, mas escolhemos o nosso país e esse é o Luxemburgo, o país que tem milhares e milhares de estrangeiros e que obrigatoriamente tinham de estar representados na bandeira”, esclareceu. O seu atelier-loja na capital reflete as ambições do luxemburguês: “Quero as minhas criações ao alcance de todos, ou seja, que todos possam ter uma peça minha em casa e que o meu trabalho não esteja apenas disponível para uma minoria em museus e galerias”.

Para este projeto, já recebeu cerca de 2.700 contribuições. Questionado sobre o que mais recebe, Jacques Schneider não hesita: “Diários nos quais as pessoas partilham medos, pensamentos e palavras de coragem e que acabam por me deixar emocionado e sem palavras, mas também orgulhoso com essa sinceridade, porque percebo que a minha mensagem está a passar”.

Os interessados podem enviar o material através do email info@3xvive.lu ou deixá-lo no atelier do artista (Kritzel Fabrik, na capital).

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

De Lëtzebuerger Fandel: Artista recria bandeira com 15 mil caras
O luxemburguês Jacques Schneider fotografou durante os últimos tempos, milhares de rostos, para os incluir na bandeira comemorativa, que será apresentada no Feriado Nacional. A iniciativa chama-se “De Lëtzebuerger Fandel” (bandeira luxemburguesa) e está a ser um sucesso.
Voici à quoi vont ressembler les drapeaux nationaux pour la Fête du 23 juin prochain.