Change Edition

Assistantes Parentais contra as estruturas -> Qual é o valor para os pais de uma guarda adequada aos filhos?

Este domingo, o 22 Maio 2016, apresentou-se a terceira reuniao de informaçao da Associaçao DAGESELTEREN NETWORK ASBL (numéro de registro: F10700) em Dudelange no Café Hôtel de Ville.

A Associaçao somente fundada en Fevereiro deste ano conta ja com 120 membros activos, actualmente exclusivamente de Assistantes Parentais. Mesmo se a primeira reuniao nao foi muito frequentada, o interesse aumentou e ouve discussoes bem vivas e interessantes que foram bem anotadas .
Entre algumas das metas da Associaçao tem de se amelhorar a comunicaçao entre as Assistantes Parentais e as autoridades competentes.
Um ponto importante é a comunicaçao entre as Assistantes Parentais e os pais, para reduzir e evitar certos mal entendidos.
Um dos temas mais falado foi mesmo a falta de respeito que existe no que diz respeito à profissao, as Assistantes Parentais sentem-se rebaixadas e consideradas domesticas ou como amas. As Assistantes Parentais veem se confrontadas com opinioes muito negativas resultando de falta de informaçao da parte dos pais e dos responsaveis (politicos).
Até hoje as Assistantes Parentais foram esquecidas e ignoradas pelo governo quando hà e houve decisoes importantes e isto com muito desagrado porque somos quase 700 Assistantes Parentais declaradas e activas neste pais que representam o sector com mais flexiblidade quando se fala da guarda das crianças.
Temos também de frisar que muitas das Assistantes Parentais estao à disposiçao desde das 5 da manha até à noite tarde e mesmo durante a noite (o que nao é o caso das creches e “maison relais”)para os pais que necessitam mesmo destes serviços (como pais separados, ou que trabalham por turnos e que nao tem pessoas da familia que possam ajudar), mesmo os fins de semana , podemos mesmo se questionar o porque de tanta falta de consideraçao neste pais.
Porque temos de nos debater tanto para ter uma remuneraçao correcta para o nosso serviço profissional e tao individual? Como é que certos pais se podem permitir de ter os serviços de uma doméstica a 12 - 15 euros à hora, mas estimam que a guarda das crianças nao podem pagar muito ou mesmo nada .
Mesmo uma baby-sitter recebe entre 4 et 10 euros à hora e guardam as crianças nas casas dos pais, a maior parte das Assistantes Parentais tem de ofereçer os seus serviços por 3,50 euros.

Citation: „Tarification and the babysitting calculator
The hourly rate for babysitting depends on the number of children as well as the respective babysitter's rate. The babysitter's rate depends on her/his age and her experience
A babysitter's hourly rate ranges in between 4 and 10 EUR...
...The rate of an overnight stay is up for discussion between the parents and the babysitter“
source: http://www.babysitting.lu menu: Book a babysitter

E ainda a frisar que as “baby-sitter” nao tem nenhumas despesas (so mesmo o transporte para o trajeto), ao contrario das Assistantes Parentais que tem a obrigaçoes legais tais como as cotisaçoes da segurança social, mas tambem todas as despesas suplementares ligados ao trabalho como (aluguer, electrecidade, agua, lixo, gaz, seguros, despesas de transporte, alimentaçao, bebidas, produtos de limpeza etc...)tudo isto é pago do seu proprio bolso.
E as “baby-sitter” recebem o apoio das das Camaras Municipais em forma de entrada de uma lista oficial das “baby-sisters” e recomendam aos pais estas mesmas. Para as Assistantes Parentais isto nao é possivel porque somos independentes e as Camaras Municipais nao tem o direito de fazer publicidades.
Entao resulta muitas questoes como: Qual é realmente o valor dado à guarda das crianças pelos pais? Porque é que as Assistantes Parentais sao “utilisadas” umas contra as outras para conseguirem chegar a um preço de 3,50 euros à hora?
Porque é que os pais sao obrigados a tentar encontrar os preços mais baixos? Sera que as suas proprias crianças nao valem mais?
Uma explicaçao que pensamos, sera a situaçao social, subretudo no sul do pais que forçam os pais a encontrar uma soluçao “gratuita” para chegar ao fim do mes com os salarios. Outra explicaçao sera que os pais nao tem capacidades para pagar um serviço indevidual num ambiente familiar, como a subvençao estatica é neste caso muito mais inferior à aquelas das outras estruturas (creche/”maison relais”)para a guarda dos filhos!!! E porque é assim???
Podemos nos perguntar se os politicos ainda nao compreenderam que as decisoes tomadas no quadro do cheque service, instaurado em 2007, as tenssoes sociais agravaram-se e continuam a agravar pela evoluaçao negativa.
Como esta igualidade nao esta riscada (a subvençao igualisada para todos os tipos de guarda), as Assistantes Parentais nunca deixam de estar pressionadas pelos pais sobre as tarifas. Todas as Assistantes Parentais nesta reuniao e as das outras reunioes estao todas de acordo sobre o direito de sermos respeitadas e nao so financeiramente. Nos Assistantes Parentais tentamos sempre respeitar os pedidos dos pais destas crianças que guardamos com toda a nossa dedicaçao com toda a nossa alma por amor a esta profissao.
Temos muita flexibilidade no que diz respeito aos horarios e no que os pais precisam. Mas nos em troca pedimos respeito que nos é devido, e inclui também o respeito sobre os nossos contratos e modalidades. Uma das grandes certezas é acabar a falta de consideraçao, ser Assistante Parentale é a mesma responsabilidade como os empregados de uma destas estruturas. Nos somos também obrigadas a seguir formaçoes continuas, de manter as nossas casas ou apartamentos, de respeitar todas as formas de segurança actuais. Tanta mas tanta responsabilidade e profissionalismo, sem que todos estes esforços se paguem da mesma forma e egualidade da subvençao do quadro do cheque service.
Nos pensamos que todos podemos oferecer um serviço de qualidade neste sector da guarda das crianças, independentemente da formaçao de base de origem, é preciso continuar sempre a aprender no dia a dia, nao interessa se somos diplomadas ou nao.
Também, a qualidade da guarda das crianças depende muito do investimento e da facilidade de trabalhar com crianças, podemos ter nao importa qual o diploma e ter qualquer nivel de profissionalismo, resumindo se o trabalho com as crianças nao convém a todos, entao nao pode ter um bom serviço na guarda das crianças, estas mesmas crianças tem um detector muito apurado e se elas nao se sentem bem com a pessoa elas dao logo os primeiros sinais de desconforto. Elas nao se importam se sao educadores / diplomados ou uma / um Assistante Parental, se eles pelo contrario se sentem bem entao fazemos um bom trabalho.
A Associaçao DAGESELTEREN NETWORK ASBL mete-se à disposiçao para informar o publico sobre o trabalho de Assistante Parentale a fim de parar com todas as desigualdades sociais.
Outras reunioes estao previstas: no dia 5 de junho 2016 de 15h às 17h em Ettelbruck na (sala da ASSOCIACAO DE PAIS DOS ALUNOS DA ESCOLA PORTUGESA - 1, Rue Michel Weber, L-9089 Ettelbruck) e no , 03 Junho de 2016 de 15:00 à 17:00 em Wasserbillig (salle du clubs d'échecs - Annexe du Centre Culturel, parking entre 12 et 18 route de Luxembourg, L-6633 Wasserbillig).

Traduction: Rosa Jesus-Oliveira