Resgate

FMI deverá dar empréstimo à Grécia

Christine Lagarde, atual Diretora-Gerente do FMI.
Foto: AFP

O Fundo Monetário Internacional (FMI) pode vir a participar no atual programa de resgate à Grécia. De acordo com o Governo helénico citado pela agência Reuters, tratar-se-á de um pequeno montante durante um ano.

Este é o terceiro resgate a que o país é sujeito desde 2010 e termina em 2018.

A segunda revisão do programa arrasta-se há meses, sobretudo devido a diferendos entre as metas orçamentais exigidas pela União Europeia e pelo FMI.

O organismo liderado por Christine Lagarde tem defendido que os credores devem perdoar parte da dívida grega, solução que tem contado com a oposição da Alemanha.

Atenas quer discutir a participação do FMI, o caminho orçamental a seguir no pós-resgate e um alívio da dívida, durante as reuniões de Primavera que estão a decorrer esta semana em Washington.

O ministro das Finanças grego, Euclid Tsakalotos, deverá reunir-se com Lagarde e com o ministro das Finanças alemão, Wolgang Schäuble.

O porta-voz do Governo helénico, adiantou que os chefes de missão do FMI e da União Europeia deverão regressar a Atenas a 25 de abril para finalizar o acordo sobre algumas reformas que a Grécia deverá implementar para tentar convencer o FMI a participar no resgate.

No entanto, avançou, por outro lado, que é pouco provável que se consiga um acordo final antes de 22 de maio, quando houver a reunião do Eurogrupo em Bruxelas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.