11 companhias sancionadas

Comissão Europeia confirma sanções a transportadoras, nomeadamente à Cargolux

Foto: Guy Jallay

A Comissão Europeia confirmou na sexta feira passada a decisão de infligir multas a certas transportadoras aéreas, à Cargolux nomeadamente, por terem estabelecido um acordo de fixação de preços, num valor de 776 milhões de euros.

A decisão inicial, tomada em novembro de 2010, tinha sido anulada em dezembro de 2015 pela justiça europeia por causa de um vício processual, que o executivo europeu disse, na sexta feira, "ter corrigido".

Entre as 11 companhias sancionadas, a Air France foi a que teve a multa mais pesada (182 milhões de euros), seguida pela sua parceira holandesa KLM (127 milhões de euros). A transportadora Martinair, dos Países-Baixos, filial do grupo Air France-KLM foi multada em 15 milhões de euros. As sanções financeiras impostas ao grupo, ao qual pertencem estas três companhias, elevam-se a 325 milhões de euros.

Segue-se a British Airways, multada em 104 milhões de euros.

A Cargolux terá, quanto a ela, que pagar 79,9 milhões de multa. "Registamos a decisão", indicou a empresa num comunicado.

As outras transportadoras sancionadas são: Air Canada, Cathay Pacific (sediada em Hong Kong), Japan Airlines, LAN Chile (que, depois da fusão com a brasileira TAM, faz parte do grupo LATAM), a SAS escandinava e Singapore Airlines.

A alemã Lufthansa e a sua filial Swiss beneficiaram de imunidade total porque informaram a Comissão, garante da Concorrência na UE, da existência do cartel e, segundo o executivo europeu, "forneceram informações preciosas".

O cartel formado pelas várias companhias durou um pouco mais de seis anos, entre dezembro de 1999 e fevereiro de 2006.

As companhias tinham começado por acordar impor sobre-taxas para o carburante. Depois dos atentados do 11 de setembro, as discussões foram alargadas a sobre-taxas para segurança.

Todas, menos a australiana Quantas,  tinham atacado a decisão pronunciada em 2010.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.